Resumão SPFW (2)

Vamos dar continuidade aos posts do SPFW.

Quarto Dia

A Maria Bonita teve inspiração nos artesanatos portugueses, como a azulejaria e os bordados. Mais uma vez as cores usadas foram crus e brancos com azuis, mostarda e vinho. Os sapatos também merecem uma atenção especial, além é claro, da nunca tão comentada transparência que nas roupas foi bastante usada nos recortes a laser.

Tendo ilustrações da década de 20 como ponto de partida, Priscilla Darolt usou muito preto, e abusou das texturas. Com comprimento na altura dos tornozelos, e a transparência aparecendo de maneira bem óbvia.

Quinto Dia

Assim como a Triton, a Ellus também trouxe uma coleção inspirada em festival. Só que diferentemente da Triton, a Ellus foi mais abranjente. Somos suspeitas pra comentar, já que adoramos a Ellus, principalmente os jeans, e mais uma vez a presença de jaquetinhas mais curtas foram marcantes. Hit pro Verão, com certeza.

Fause Haten foi um desfile bem, diríamos, pitoresco. As modelos, todas vendadas, eram levadas por pessoas vestidas de preto pela passarela, e num salto altíssimo. Sei que costumamos dizer que quando um espectáculo desse, teatral, é formado normalmente é pra disfarçar a falta de uma coleção forte, mas podemos dizer que, pelo menos no nosso ponto de vista, Fause Haten é uma exceção à regra. Já que a coleção tava delicadíssima e cheia de detalhes.

A Neon é sempre uma das mais esperadas, por sua criativadade, sempre ficamos na expectativa pra ver o que Dudu Bertholini vai inventar pra essa temporada. E bom, pra sua coleção de “Primavera/Verão” a maca exibiu muitas cores fortes, padronagens, estampas gráficas e étnicas. Misturou estampas e usou tecidos como linho e seda. Com certeza muitas peças apresentadas poderão ser usadas no verão por nós meras mortais.

Para sua coleção “Primavera/Verão” a marca optou por usar tecidos leves, tudo bem característico de uma boa moda de veraneio. Já que fomos abençoados (ou não) por um país que tem um Verão que faz calor MESMO, nada de couro e sim peças frescas e femininas. Assim como os tecidos, a cartela de cores da coleção tava bem suave. O plissado estava presente em algumas das peças que mais nos chamaram atenção.

Sexto Dia

Ronaldo Fraga foi a marca que encerrou a temporada de moda Brasileira. Como o último desfile do SPFW, grande responsabilidade, Ronaldo não decepcionou, com uma coleção inspirada em Noel Rosa e suas obras, foram apresentadas peças com um visual bem Brasileiro, muito linho e tulê. E atenção para os acessórios usadas na cabeça!

A coleção “Resort” de Pedro Lourenço neste SPFW não foi apresentada em forma de desfile e sim num encontro para poucos e bons jornalistas em um Hotel. Segundo o estilista, partindo do príncipio que só assim seria possível que ele pudesse explicar modelo por modelo, peça por peça a idéia/ proposta que ele queria alcançar com determinado look. E com isso, dizem que foi melhor para que se pudesse ter uma visão mais minuciosa dos detalhes da coleção.

A coleção da Amapô veio bem colorida e, diríamos, “animada”. Com estampas divertidas, tudo muito Verão e peças de bastante volume.

Fotos: FFW

Deixe um comentário

Arquivado em Desfile, Moda

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s